Arqueogeografia

Mais do que a geografia, esta disciplina se preocupa com os percursos na longa duração. A Arqueogeografia é antes de mais, uma arqueologia do saber geohistórico; ela participa na renovação dos objectos do passado histórico, ao lado de outras disciplinas como arqueologia espacial ou a arqueologia das redes, a cronocoremática urbana, a geoantropologa social e cultural, a ecologia da paisagem etc.. Ela nitidamente orienta-se para a constatação da crise e da recomposição dos objectos, uma disciplina que se consagra à dinâmica das planimetrias, situando-se no vasto movimento de reexame e estudo de três ligações epistemológicas maiores, no domínio da dinâmica do espaço, a saber: o efeito do nacionalismo dos séculos XIX e XX sobre a concepção dos objectos antigos, medievais e modernos (nacionalismo metodológico); os efeitos do corte Natureza — Cultura (naturalismo metodológico); e enfim, o efeito das periodizações dos historiadores sobre a compreensão das diversas dinâmicas (historicismo metodológico). [MCL]